Subscribe Now: standard

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Pudim da Sheila




Estamos entrando na época dos pessegos, e minha mãe querendo agradar minha filhota, comprou vários, todos bem madurinhos e cheirosos. Porém quando fomos comê-los que decepção, estavam tão amargos que davam até arrepios. Então o que fazer, e lembrei-me de uma receita que ainda não tinha feito do livro "O retorno do chef sem mistérios" do Jamie Oliver, que por sinal adoro. Ele tem um jeito tão prático e simples de preparar as receitas, que me encantam.

Já era tarde, por volta da 23:00h, mas os pessegos não podiam esperar. Fiz algumas adaptações pois dois ingredientes não estavam disponíveis aqui em casa. Como também não chamaria de pudim, pois aqui no Brasil quando fazemos pudim utilizamos leite como um dos ingredientes e neste caso ficou mais para bolo. Como vocês poderam verificar na receita.

Pudim da Sheila
- 6 pessegos cortados ao meio e sem caroço (pode ser utilizada qualquer outra fruta, tipo maças, morangos ou abacaxis)
- 4 colheres (chá) cheias de açucar demerara (utilizei o refinado)
- 1 fava de baunilha, cortada ao comprido e com as sementes removidas (utilizei essência de baunilha)
- 2 ovos grandes
- 120g de manteiga
- 120g de açucar branco refinado
- 120g de farinha de trigo com fermento

Preaquecer o forno à temperatura de 180°C. Coloque os pessegos em uma panela com o açucar demerara, as sementes de baunilha e 4 colheres (sopa) de água. Cozinhe em fogo brando por 5 minutos e depois coloque em uma forma bem untada e ligeiramente polvilhada com farinha. Bata os ovos com a manteiga e o açucar branco, até obter uma mistura leve e fofa. Adicione a farinha, misture completamente e espalhe sobre os pessegos.
Asse no forno pré aquecido por 45 minutos. Retire e desenforme ainda morno.
Na receita original o autor sugere que se coma com creme custard quente ou algo gelado, como sorvete de baunilha. Mas todos aqui em casa comemos puro mesmo, e ainda quente, tamanha a curiosidade pelo gosto.

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Bolo de Batata com carne moída



Esta receita pode parecer muito pífia, porém é extremamente prática para ser usada com sobras de carne moída. Afinal, quem não tem batatas na geladeira, lá no fundo da gaveta de legumes, ou mesmo na fruteira da cozinha.

Realmente existem muitas coisas para se fazer com restos de carne moída, fritada, chuchu recheado, trouxinha de repolho, bolinho de aipim, e muitas outras. Porém, as vezes não temos os outros ingredientes disponíveis na cozinha, e ir até o supermercado, perde o sentido de usar uma sobra e fazer uma comidinha rápida.

Então vamos a receita, que realmente é muito prática. Eu usei sobras de carne moída já pronta e batatas sufucientes para forrar o recepiente do bolo.

Cozinhei as batatas, já descascadas em água com sal.



Depois de cozidas, amasse as batatas, usando um espremedor. Arrume um recipiente no qual você possa acomodar as batatas e colocar a carne moída no centro. Depois faça uma tampa também com as batatas amassadas e pincele gema. Coloque em forno previamente aquecido, em temperatura média.


Cuidado para não colocar a carne moida com muito molho, pois pode amolecer a batata e virar um pure.







Depois é só botar a mesa, fazer uma saladinha de alface, tomates e pepinos e já temos uma refeição completa. Bom apetite

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Buscador de blogs de culinária

Pesquisando na internet encontrei um site que disponibilizava procura de blogs sobre culinária. Os créditos vão para o Chucrute com Salsicha, o Cozinhas do Mundo, e a Elise pois criaram esta ferramenta maravilhosa. Achei muito interessante e ressolvi postar aqui o buscador, espero que vocês gostem e usem.

Vamos aproveitar.