Subscribe Now: standard

quarta-feira, 16 de março de 2016

Aerides Houlletiana x Aerides Odoratum

 
 
 
 
Adquiri esta orquídea em 2014, e foi meio que uma experiência, pois não conhecia o gênero, porém como eu resido em local muito úmido, e ela tem um cultivo parecido com as Vandas, achei que daria certo e deu. Gênero encontrado na maior parte da Ásia. Suas flores geralmente perfumadas, cachos (as vezes mais de um) pendentes. Podem ser cultivadas em caixetas como as, além de serem também parecidas, fácil o cultivo. Planta também de aquisição fácil, pois seu preço é bem accessível.
Registradas por volta de 30 espécies deste gênero.
 
BOM CULTIVO !!!!!

 
 

terça-feira, 15 de março de 2016

O ano de 2013 - O início da turbulência.




Há muito quero escrever no blog, mas o desanimo tomava conta de mim. E confesso que falar de fezes não é um assunto lá muito agradável. Comecei o ano de 2013 literalmente como uma rainha, no trono. De início imaginei que seria uma gastroenterite e que logo ficaria boa, mas não foi o que aconteceu. A diarreia se prolongava.
Meses se passaram e eu continuava na mesma, do trono para cama e vice versa, pensei até que tinha algo grave, daquelas palavras que não gostamos de pronunciar.
No início, fiquei três meses de cama , sem conseguir levantar, aos poucos, bem pouco, fui conseguindo sair da cama, ora para realizar um exame, ora para ir ao médico, e passei por alguns, sem ter um diagnóstico preciso.
Fiz milhares de exames, inclusive aquele muito agradável chamado colonoscopia,  que não desejo para ninguém, pois o preparo e algo horrível.
E assim foi se passando o ano de 2013, nunca tomei tanta canja em minha vida. Até exames de $$$$$ eu fiz.
No início do ano pesava 53 kg e no final passei para 43 kg, me sentia feia, anoréxica, doente e depressiva. Não podia comer nada, pois parecia que existia uma linha direta, entre a boca e o intestino e finalmente o "trono".
Agora imagina, uma pessoa que escrevia num blog sobre comida, que não podia mais comer.
Depois de muitos médicos fui num ortomolecular que me restringiu a alimentação ainda mais, me proibiu milhares de coisas, entre elas lactose e glúten, aí meu mundo caiu !!!!!!
Como cozinhar sem farinha e sem manteiga, leite, creme de leite, enfim um horror para quem gosta de comer e de cozinhar.
O resultado foi que melhorei no início, me senti bem, apesar de ter arrancado meus cabelos de tanto desespero pensando no que comer.


Depois encontrei um gastroenterologista que me diagnosticou com SII http://www.policlin.com.br/drpoli/108/, algo que não queria acreditar, mas depois de muito relutar me acostumei com a ideia.








Resumo da opera, hoje já estou melhor, mas restrições alimentares continuam, pois não posso mais ingerir lactose, não que eu seja alérgica a lactose, mas sou intolerante. Então o blog ficou prejudicado, pois quase não cozinho mais, ainda mais coisas interessantes e gostosas. Minha alimentação aos poucos vai se ajustando.
Então queridos seguidores e leitores, informo que  as portagens culinárias ficaram de lado por algum tempo, postarei apenas as orquídeas. Espero que entendam. E que 2016 seja muito melhor.