Subscribe Now: standard

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Cochonilha ou Dactylopius coccus



Sei que num blog que também fala de comidas, parece um pouco tenebroso dar opinião sobre infestações de insetos, inclusive com foto, peço perdão aos culinaristas e chefs, porém há tempos venho lutando contra as formigas e consequentemente contra as cochonilhas, já tentei de tudo que é natural, pois ainda estou relutante em usar veneno (agrotóxico), pois as minhas orquídeas ficam muito próximas a minha cozinha e, já chega os agrotóxicos que comemos sem querer em nossos tomates e afins, já que os orgânicos aqui no Brasil ainda são muito caros e pouco acessíveis, então quero distância deles, pelo menos nas orquídeas.

Mas parece que as pragas descobriram meus sentimentos e não querem me abandonar. Já tentei a escovação com aplicação de água com detergente; café forte no substrato; Trichonart e Metanat (produto orgânico); óleo nim emulsionado, etc...Quando acho que o problema está resolvido, lá estão elas de novo. Atualmente estou com 5 orquídeas em quarentena.

A Cochonilha ou Dactylopius coccus é uma praga que dá em plantas e tem preferência pelo cacto Opuntia coccinellifera e formam uma espécie de farinha nas folhas contaminadas. São "besouros" diminutos (2 a 5 milímetros de comprimento) que formam colônias nas folhas (parecendo farinha), raízes e frutos das plantas, sugando a seiva, inoculando toxinas e provocando manchas, definhamento e morte da planta.
Dentro da classe, as cochonilhas são classificadas como Homópteras, sendo parentes próximas das cigarrinhas, cigarras e dos pulgões. Sugadoras implacáveis, elas roubam seiva da planta o tempo todo e são bastante diversificadas, pois há mais de 32.000 espécies de Homopteras já descritas.

No meu caso, o problema original é com as formigas pois as cochonilhas secretam uma substância adocicada pelo ânus denominada "honeydew". Esta secreção é derivada do excesso de seiva da planta sugada pelo inseto, pois é este o alimento das cochonilhas. Esta substância adocicada atrai formigas o que passa, muitas vezes a ser um segundo problema para a planta. No local onde fica aderido o "honeydew" cresce um fungo negro, denominado fumagina que prejudica o desenvolvimento normal da planta. As formigas ao passearem sobre esta substância açucarada acabam por espalhá-la ainda mais, possibilitando o aparecimento do fungo em diversos locais na planta. E por todo lado que eu olho, vejo formigas passeando alegremente por entre as minhas orquídeas, aí que inferno....

Mas vamos a opção mais radical caso você não consiga de modo mais light.

Use Confidor que é um inseticida sistemico, a dose do Confidor usualmente é de 1g/3L d'água. Aplicar semanalmente (na infestação), depois quinzenalmente, depois mensalmente; alguns recomendam cada 60 dias como profilático, e não prejudica as plantas não. Apesar de ser pouco tóxico (tarja verde) é recomendado EPI completo para aplicação; como é sistêmico precisando ser absorvido pelas folhas da planta recomenda-se a aplicação no final da tarde, qdo os estômatos estão abertos, pulverizando toda a planta mas principalmente o verso das folhas (em dias muito quentes melhor 'regar' as plantas no final da tarde e aplicar uma hora depois - isto auxilia na abertura dos estômatos).
Em caso de chuva com menos de 24h a aplicação não vai funcionar, aí tem que começar do zero de novo.

Caso você realmente não queira o inseticida, tente uma limpeza no local afetado com o uso de água morna com sabão neutro e posterior escovação e aplicação de óleo nim ou óleo mineral, e constante verificação nas sua plantinhas, para que não ocorra um infestação sem limites e você possa combatê-las no início.

4 comentários:

  1. Oi Ana, lindo blog! Essas são duas coisas maravilhosas! Cozinha e plantas! Vi seu recado lá no blog e passei aqui, pela sua descrição são exatamente elas, inclusive ótima pesquisa vc fez! Olha, eu sou uma agrônoma mais natureba, prefiro alternativas naturais, escrevi esse post lá no Rainhas, que vc deve conhecer bem, sobre cochonilhas.
    http://www.rainhasdolar.com/index.php?itemid=2209#c
    Aconselho que vc separe os vasos atacados, pq a cochonilha se multiplica bem rápido e daí comece o tratamento, vc vai perceber que muitas vezes ela seca, mas continua presa na planta, é bom conferir se é só a casquinha mesmo...Pode ser até estranho usar álcool, sabão ou óleo nas plantas, mas é necessário diluir ou sufocar uma espécie de capa ou melhor carapaça que as cochonilhas possuem. Qquer coisa, é só perguntar de novo.
    Um beijo e boa sorte!

    ResponderExcluir
  2. Oi Ana!

    sabia que existem estudos que comprovam que as formigas que se alimentam da seiva secretada pela cochonilhas acabam protegendo a planta contra outros herbívoros? Isso pq as formigas defendem seu "rebanho" de cochonilhas...

    se as formigas e as cochonilhas entrarem em harmonia, não vai sobrar seiva que dá os fungos escuros nas plantas... e ainda por cima suas orquídeas ganham uma proteção natural contra herbívoros.

    Mas sei que para suas orquídeas e para quem não gosta de bichinhos isso não parece muito legal... mas em ambientes naturais, esta associação beneficia a planta, e os bichos!

    ResponderExcluir
  3. Oi Ana,não sei mais o que fazer para acabar com essas pragas.já fiz de tudo,e sem suscesso.
    Tenho muitas orquideas e to muito preocupada com as colhonilhas que não consigo acabar,vou tentar o confidor agora .não sei nem se vou achar na minha cidade,mais vou tentar.obrigado

    ResponderExcluir
  4. SE ACABA COM VENNO AMIGO, MAIS ELES DONO DAS FABRICAS QUEREM QUE AGENTE SEJA O VENENO PRA ACABAR COM ESSES BICHOS NOJENTOS NOIS COMENDO ISSO, OLHA QUE NOJO

    ResponderExcluir

Quebre um vaso, raspe a panela e deixe seu comentário, ele é muito bem vindo !